Patricia

Minha foto
Sou uma jovem que ama este trabalho que o Senhor me confiou estou como professora e instrumentista nesta obra maravilhosa na cidade de Suzano -SP ...

terça-feira, 10 de abril de 2012

Sugestão de Dinâmica para a aula A Palavra do Semeador






RECEBI ESTA SUGESTÃO PELO ENSINO DE CLASSE
ABRAÇOS 


Aula A Palavra do Semeador












Por tia Ariane 

Estudo para Crianças, Intermediários e Adolescentes – 09/04/2012 (A Parábola do Semeador)


Estudo para Crianças, Intermediários e Adolescentes – 09/04/2012 (A Parábola do Semeador)

INTRODUÇÃO

Vamos falar de sete parábolas de Jesus. Nesta primeira aula estudaremos sobre a parábola do Semeador.
Mas o que vêm a ser parábolas? São ilustrações contadas em forma de histórias que trazem um grande ensinamento, uma grande lição para as nossas vidas. Através dessas histórias podemos ver exemplos de comportamentos que nos ajudarão a compreender quais atitudes são corretas (na igreja, na escola, com os professores, com você mesmo, em estudar, se organizar, em casa, no trabalho, na igreja, na rua e assim por diante), para sermos servos do Senhor e vivermos em paz com todos neste mundo e sermos vitoriosos em tudo que fizermos.

HISTÓRIA:
“Tendo Jesus saído de casa, naquele dia, estava assentado junto ao mar;
E ajuntou-se muita gente ao pé dele, de sorte que, entrando num barco, se assentou; e toda a multidão estava em pé na praia.
E falou-lhe de muitas coisas por parábolas, dizendo: Eis que o semeador saiu a semear. E, quando semeava, uma parte da semente caiu ao pé do caminho, e vieram as aves, e comeram-na;
E outra parte caiu em pedregais, onde não havia terra bastante, e logo nasceu, porque não tinha terra funda; mas, vindo o sol, queimou-se, e secou-se, porque não tinha raiz.
E outra caiu entre espinhos, e os espinhos cresceram e sufocaram-na.
E outra caiu em boa terra, e deu fruto: Um a cem, outro a sessenta e outro a trinta.
Quem tem ouvidos para ouvir, ouça.
E, acercando-se dele os discípulos, disseram-lhe: Por que lhes falas por parábolas? Ele, respondendo, disse-lhes: Porque a vós é dado conhecer os mistérios do reino dos céus, mas a eles não lhes é dado; porque àquele que tem, se dará, e terá em abundância; mas àquele que não tem, até aquilo que tem lhe será tirado”. (Mateus 13:1-12)

DESENVOLVIMENTO

Jesus falou de um semeador, das sementes, dos tipos de terreno e do desenvolvimento da semente.
Em cada item desses, o Senhor Jesus quis nos dar grandes lições para a nossa vida como servos do Senhor Deus.
Qual a lição que Jesus nos quis trazer quando contou essa história? Vamos entendê-la?

“Eis que o semeador saiu a semear”
  • Quem é o Semeador? – O Senhor Jesus.
  • A Semente – A Palavra de Deus
  • Os tipos de terreno – O nosso coração

Os tipos de terreno são:
  • À beira do caminho
  • Pedregais
  • Espinhos
  • Boa terra

Primeira lição:
  • A beira do caminho
“E, quando semeava, uma parte da semente caiu ao pé do caminho e vieram as aves, e comeram-na;”

Quando uma semente cai ao pé (à beira) do caminho, o que acontece?
O caminho é um lugar onde a terra é batida, dura. A semente não entra na terra, ela não fica escondida dentro da terra. As aves, que são espertas, enxergam a semente e pegam-na e comem. Esta planta vai crescer? Não. Porque não deu nem tempo das raízes nascerem e levarem alimento para esta planta, mas ela vai morrer servindo de alimento para as aves.
E qual lição Jesus nos quis ensinar?
A terra seca fala do coração do homem, que é duro! Não deixa Jesus operar.
Essa pessoa é cheia de vontades, escuta a palavra de Deus, os seus ensinamentos, mas não obedece, nem entende porque prefere as coisas do mundo. Não liga para a salvação, para morar na eternidade com o Senhor Jesus.
Tem momentos em que o nosso coração pode ficar assim, mas o que vamos fazer? Nós vamos orar ao Senhor dizendo que nós não queremos ter um coração duro, mas queremos sempre estar com o coração aberto para aprendermos toda a vontade de Deus e obedecê-lo.

Segunda lição:
  • Entre pedregais
“E outra parte caiu em pedregais, onde não havia terra bastante, e logo nasceu, porque não tinha terra funda; mas, vindo o sol, queimou-se, e secou-se, porque não tinha raiz”.

A Palavra diz que a semente caiu em um terreno cheio de pedras e que não tinha muita terra e logo a semente nasceu, mas a raiz não era grande e não conseguia buscar água para a planta e logo, com o sol muito forte, ela morreu seca.
E qual é a segunda lição que Jesus quis ensinar?
Caiu em pedregais – É o coração que ouve a Palavra de Deus e fica muito feliz, empolgado, vai à igreja, canta, ora, frequenta a aula das classes, mas quando vem alguma dificuldade, perseguição na escola, deboches porque ele é crente, é Maranata, ele desanima, não quer ir mais à igreja, não quer o Senhor, porque o seu coração é como aquele terreno cheio de pedras que só vê as dificuldades, mas esquece da fé no Senhor, das promessas de salvação, de vida eterna, esquece de tudo o que Deus fez por ele e deixa o Senhor.

Terceira lição:
  • Entre espinhos
“E outra caiu entre espinhos, e os espinhos cresceram e sufocaram-na”.

O que acontece quando uma semente cai em um terreno cheio de espinhos?
Ela vai crescendo, crescendo, mas os espinhos crescem também e vão sufocando, apertando a planta e ela morre.
Fala da pessoa que ouve a Palavra de Deus, mas troca a bênção pelas coisas que lhe interessam. Não quer compromisso com nada, “o culto é longo”, “a escola dominical é cansativa”… “Os irmãos da igreja são implicantes” (“fique quieto!” “não converse no culto!” “não corra!”). Ele prefere seu computador, seu jogo, sua televisão, seus compromissos e se esquece de que Jesus, a Palavra de Deus é que nos levará à eternidade. Ele se esquece que Jesus é a nossa segurança neste mundo de trevas.

Quarta lição:
  • E a outra caiu em terra boa
“E outra caiu em boa terra, e deu fruto: Um a cem, outro a sessenta e outro a trinta”.

Fala da pessoa que tem o coração humilde para obedecer ao Senhor. Mesmo que não seja perfeito, mas ele ouve a correção, quer aprender, insiste em acertar todos os dias. Ele ama Jesus e sente desejo de viver com Ele eternamente. Aquele que ouve a palavra do Senhor e obedece, esse é a boa terra e dá fruto, ou seja, ele trabalha para o Senhor, fala de Jesus às pessoas e participa dos cultos na igreja cantando, orando e lendo a Bíblia.

Conclusão
Nós não somos perfeitos, erramos, mas temos uma arma poderosa para recorrermos a Jesus e pedir-lhe o perdão, a bênção, força para caminharmos, força para vencermos todas as lutas e tentações, que é o clamor pelo sangue de Jesus.
E não pode em algumas vezes o nosso coração se encontrar assim? Duro, ou entre pedregais, ou entre espinhos? O que vamos fazer? Deixar morrer a semente?
Não! Vamos orar para que Deus mude a nossa situação, porque Jesus morreu para que tivéssemos vida.
Vocês sabiam que uma semente, quando é lançada na terra, antes de crescer e se desenvolver, ela tem que morrer? Ela morre para brotar e crescer suas raízes, caule, folhas, flores, frutos. E foi isto que Jesus fez: Morreu na cruz para que a Palavra de Deus cresça em nosso coração e nos dê vida e vida eterna. Não só a vida para este mundo, pois a Sua Palavra é que nos traz ensinamentos para conhecermos como viver neste mundo de trevas. A Sua Palavra nos traz ensinos para a nossa vida em casa, na escola, no trabalho, na saúde, no sustento material, porque vocês não serão crianças, adolescentes, intermediários para sempre, mas crescerão, se tornarão homens, mulheres que terão uma profissão, uma família, na companhia de Deus, que alimentará seus corações todos os dias. Então serão vitoriosos.